For a good life inside the bottle

A cortiça! Uma dádiva da natureza trabalhada pelo homem!

A rolha de cortiça!

A perfeição natural ao serviço das mais refinadas artes dos sentidos, intemporais e apuradas.

CULTURA

 

A cortiça é parte das nossas vidas.

Está ligada ao nosso passado e, definitivamente, ao nosso futuro.

A nossa relação com o montado, o respeito pela natureza e o carinho que pomos nas rolhas que fazemos atestam a importância que esta matéria prima inimitável tem na nossa essência.

Em Portugal a cortiça teve sempre múltiplas aplicações. Para além de ser o melhor vedante natural para os melhores néctares, também encontramos a cortiça na arquitetura e decoração, na moda e no calçado, entre tantas outras aplicações.

No resto do mundo, com as crescentes preocupações ambientais e as necessidades de optar por materiais ecológicos facilmente recicláveis e reutilizáveis, as pessoas começam cada vez mais, a render-se às propriedades únicas da cortiça.

Depois do respeito e da admiração que os povos da Grécia e da Roma antigas davam à cortiça, agora com as aplicações e inovações em cortiça sempre a crescer, esta cultura ganha cada vez mais adeptos.

O Eco Design e a Sustentabilidade tem aberto novas fronteiras para a cortiça, e tem assegurado que este nobre fruto da natureza, que desde sempre preservou o sabor e a arte dos melhores vinhos, está cada vez mais presente na vida das sociedades modernas. Com cada vez mais pessoas a respeitarem e a valorizarem o montado e toda a cadeia de valor da cortiça.

NATURAL

 

A cortiça é a casca do sobreiro, o Quercus Suber L, que cresce sobretudo na região mediterrânica.

As florestas compostas por estas árvores fantásticas chamam-se montados, e neste particular, Portugal é o território com mais sobreiros em montado, sendo por isso o maior produtor e especialista mundial em cortiça.

Um sobreiro pode ter entre 10 a 15 metros de altura e vive em média 200 anos, mantendo as suas folhas verdes ao longo de todo o ano. A sua cortiça é extraída apenas após 25 anos de crescimento e em ciclos de 9 anos.

A cortiça é assim um produto 100% natural com características verdadeiramente invulgares que asseguram múltiplas aplicações, impossíveis de replicar de forma artificial. As suas células microscópicas têm uma estrutura em alvéolos com um gás muito similar ao ar, assegurando de forma natural uma série de capacidades como a elasticidade, estanquidade, impermeabilidade, isolamento acústico, entre outras igualmente úteis.

Com aplicação numa enorme variedade de industrias e utilizações, a cortiça está há muito ligada ao vinho, funcionado as rolhas de cortiça como válvulas naturais.

A capacidade de as rolhas retomarem o seu tamanho e forma originais quando comprimidas, permitem que se adaptem facilmente aos gargalos das garrafas, permitindo a passagem de um pouco de oxigénio mantendo a vedação estaque. Protegem o vinho das oscilações de temperatura impedindo que o tempo o deteriore.

 

 

 

 

A CORTIÇA E O VINHO

 

Há séculos que a cortiça e o vinho caminham juntas, ajudando-se a desenvolver de forma simbiótica ao longo do tempo. Representam a união perfeita.

As rolhas de cortiça realçam o carácter e a nobreza do vinho, melhorando a sua percepção enquanto produto de valor e consumo evoluído.

Após um período em que se assistiu a alguma perda de quota de mercado da rolha de cortiça, o aumento do consumo mundial de vinho e a confiança dos enólogos e consumidores têm contribuído para um novo incremento, sobretudo nos EUA e em alguns mercados emergentes, como a China, a Rússia e outros países não produtores de cortiça. Entre as razões que motivam a escolher a rolha está uma crescente perceção dos fatores premium e aspiracional – ela está associada a vinhos de boa ou muito boa qualidade.
Diversas sondagens e estudos de mercado demonstram que, tanto os consumidores como os produtores de vinho apreciam cada vez mais a cortiça também pelo facto de ser um produto natural e amigo do ambiente. Prezam a sua associação tradicional ao vinho e ao facto de permitir que este se desenvolva em todo o seu esplendor.